África do Sul pode importar 5 mi t de milho nesta temporada, diz associação

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016 17:00 BRST
 

JOHANESBURGO (Reuters) - A África do Sul pode precisar importar 5 milhões de toneladas de milho este ano, aproximadamente metade de suas necessidades, por causa da pior seca no país em três décadas, disse a maior associação de produtores do país nesta quarta-feira.

A seca no maior produtor de milho do continente tem sido exacerbada devido ao padrão climático El Niño e segue períodos de estiagem no ano passado que reduziram aquela safra em um terço, para 9,94 milhões de toneladas, a menor desde 2007.

"Nós podemos agora, com muita confiança, dizer que estamos em um desastre no cinturão de milho", disse o presidente executivo da associação Grain SA, Jannie de Villiers, em uma entrevista telefônica à Reuters.

"Teremos sorte se produzirmos 5 milhões de toneladas este ano e então precisaremos importar 5 milhões de toneladas. Este é o tipo de cenário que estamos observando."

Isto criaria problemas práticos sobre quem pode suprir a necessidade da commodity e se a África do Sul é capaz de lidar com um volume tão grande de importações.

O presidente executivo da Transnet, a estatal sul-africana que administra portos e companhias ferroviárias, disse à Reuters em dezembro que infraestrutura estava sendo preparada para importar 4 milhões de toneladas de milho.

(Por Ed Stoddard)