6 de Janeiro de 2016 / às 20:10 / 2 anos atrás

Problemas em refinaria de Cubatão causam escassez de gasolina no Nordeste

Vista geral da refinaria da Petrobras em Cubatão, São Paulo. 25 de fevereiro de 2015.Paulo Whitaker

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A refinaria da Petrobras Presidente Bernardes (RPBC), em Cubatão (SP), segue operando com capacidade reduzida desde o final do ano passado devido a problemas operacionais, com reflexo no abastecimento de gasolina em diferentes Estados do Nordeste desde o fim de 2015.

Segundo uma fonte do setor de combustíveis, há registros de falta de gasolina na Paraíba, desde o Natal, devido à redução da produção da refinaria de Cubatão, com capacidade para processar 178 mil barris de petróleo por dia e que responde por 8 por cento da produção nacional de derivados.

Além da Paraíba, Pernambuco e Ceará também sofreram com desabastecimento.

"A situação melhorou em Pernambuco e Ceará e não esperamos mais problemas nestes Estados. Na Paraíba, ainda a situação é de atenção porque o próximo navio tem previsão para sábado e até lá as distribuidoras estão tentando deslocar volumes de Suape (PE) e Guamaré (RN) para reduzir os efeitos de mais um atraso", afirmou a fonte, na condição de anonimato.

Nesta quarta-feira, o governo da Paraíba informou em nota que autoridades do Estado se reuniriam nesta tarde com o diretor de Abastecimento da Petrobras, Jorge Celestino, e representantes da estatal para discutir o problema causado pelo desabastecimento de combustível no Estado.

A maior parte dos produtos da RPBC são destinados à capital paulista, mas uma parcela é direcionada para Baixada Santista e regiões Norte, Nordeste e Sul, segundo dados da Petrobras.

Procurada nesta quarta-feira, a estatal não comentou a informação imediatamente. A ANP, órgão regulador do setor, também não comentou o assunto imediatamente.

A assessoria de imprensa do sindicato das distribuidoras de combustíveis (Sindicom) disse que a expectativa é de que as entregas de combustíveis na Paraíba sejam normalizadas na segunda-feira. Entretanto, não informou os motivos para a escassez.

PROBLEMA

A RPBC passou por uma manutenção periódica entre outubro e novembro, quando ocorreu uma greve dos petroleiros, e ainda não conseguiu retomar plenamente suas atividades por problemas operacionais, disse nesta quarta-feira o diretor Sindipetro Litoral Paulista (Sindipetro-LP) Marcelo Juvenal.

Na semana passada, a Reuters noticiou que um atraso na partida de uma unidade da RPBC após a manutenção e o aumento da demanda por combustíveis acima do esperado causaram escassez de gasolina no Nordeste do país, segundo uma fonte da Petrobras com conhecimento direto do assunto.

Na ocasião, a Petrobras confirmou que houve atrasos nas entregas de gasolina em alguns locais de Pernambuco e Paraíba, em virtude de demora na atracação de navios de cabotagem. Mas não esclareceu se o motivo seria o atraso na RPBC.

No entanto, o diretor do Sindipetro-LP afirmou que a refinaria está passando atualmente por problemas operacionais que vão além do atraso na retomada da unidade.

Atualmente, a torre de fracionamento principal, que produz nafta, gasolina e diesel, enfrenta problemas, disse ele.

Isso porque, segundo o sindicalista, a Petrobras teria decidido realizar os serviços de manutenção com equipes terceirizadas mesmo com a refinaria em greve e sem a presença de funcionários.

Além da torre de fracionamento principal, outras unidades e equipamentos da RPBC também teriam passado por problemas operacionais ao longo último mês até agora, segundo Juvenal.

"A parada de manutenção foi feita sem o devido acompanhamento (dos funcionários)", disse Juvenal à Reuters.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below