Monsanto cortará mais 1.000 empregos, elevando demissões a 3.600

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016 19:04 BRST
 

CHICAGO (Reuters) - A Monsanto planeja cortar mais mil postos de trabalho globalmente, levando seu plano de redução de empregos para um total de 3.600, ou cerca de 16 por cento da força de trabalho da empresa, de acordo com um documento apresentado nesta quarta-feira à Securities and Exchange Commission (SEC) dos Estados Unidos, órgão regulador no país.

O Conselho de Administração da empresa também aprovou o restante de seu plano previamente anunciado para atingir 500 milhões de dólares de economias anuais até o fim do ano fiscal de 2018, de acordo com o documento.

O corte de empregos, que é apenas parte deste plano, irá variar de país para país e deve continuar ao longo do ano fiscal de 2018, disse a companhia.

(Por P.J. Huffstutter)