Brasil exporta milho para África do Sul, afetada por El Niño

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016 09:23 BRST
 

Por Caroline Stauffer

SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil está exportando milho para a África do Sul, um tradicional exportador do cereal que sofre com uma seca relacionada ao fenômeno El Niño, em um momento em que o país sul-americano busca novos mercados para sua crescente produção.

O Brasil exportou 321.662 toneladas de milho para a África do Sul em 2015, ante nenhum volume no ano anterior, mostraram dados do Ministério de Indústria e Comércio (MIDC).

De três a cinco novos carregamentos estão a caminho ou deverão deixar o país nos próximos dias, de acordo com dados de escalas de navios nos portos brasileiros e com uma fonte do mercado sul-africano.

As exportações são indicações da crescente influência do Brasil como produtor de milho no mercado global.

Os números também apontam para os impactos do fenômeno climático El Niño no comércio internacional.

A África do Sul pode precisar importar 5 milhões de toneladas de milho este ano, aproximadamente metade de suas necessidades, por causa da pior seca no país em três décadas, disse a maior associação de produtores do país na quarta-feira.

A Índia, outro tradicional exportador de milho que também sofre com uma seca, lançou uma licitação para importar 320 mil toneladas de milho não transgênico, disseram operadores europeus na terça-feira.

Dados da alfândega brasileira mostram que 4.020 toneladas de milho foram exportadas para a Índia entre janeiro e novembro de 2015, ante 126 toneladas no mesmo período em 2014, embora as exportações para o país asiático não tenham sido incluídas no relatório anual.   Continuação...