Bovespa recua mais de 2% com apreensão por China e renova mínima desde 2009

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016 18:11 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou com o seu principal índice em queda de mais de 2 por cento nesta quinta-feira, renovando mínima em quase sete anos, na terceira queda em quatro pregões, conforme apreensões com a China seguiram pressionando os mercados financeiros globais.

Dados sobre a produção industrial e o setor automobilístico no Brasil, que reforçaram o cenário de debilidade econômica doméstica, também contribuíram para a queda.

De acordo com dados preliminares, o Ibovespa caiu 2,34 por cento, a 40.796 pontos. Trata-se do menor nível desde 30 de março de 2009. O volume financeiro da sessão somava quase 5,79 bilhões de reais.

(Por Paula Arend Laier)