PIB da Alemanha cresceu 1,7% em 2015, taxa mais forte em 4 anos

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016 08:41 BRST
 

BERLIM (Reuters) - A economia da Alemanha cresceu 1,7 por cento em 2015, uma leve melhora ante o ano anterior e a taxa mais forte em quatro anos, de acordo com estimativa preliminar da Agência Federal de Estatísticas divulgada nesta quinta-feira.

O crescimento da maior economia da Europa foi determinado pelo consumo privado, que cresceu à taxa mais forte desde 2000. Os gastos das famílias foram alimentados por fortes aumentos salariais, inflação baixa e emprego recorde.

"O mais importante condutor do crescimento foi o consumo doméstico", disse em comunicado o chefe da Agência de Estatísticas, Dieter Sarreither.

Economistas consultados pela Reuters esperavam crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 1,6 por cento em 2015, mesma taxa de 2014.

O consumo privado expandiu 1,9 por cento, contribuindo com 1 ponto percentual para o crescimento de 2015, enquanto os gastos públicos somaram 0,5 ponto. O comércio contribuiu com 0,2 ponto, embora as importações tenham crescido a uma taxa ligeiramente maior que as exportações.

A alta do PIB ficou em linha com a previsão do governo. Para 2016, Berlim espera expansão de 1,8 por cento. Uma entrada recorde de mais de um milhão de imigrantes no ano passado está elevando os gastos estatais uma vez que as autoridades gastam mais com moradia e medidas de integração.

(Reportagem de Michelle Martin)

 
Bandeira nacional alemã vista em Berlim.   02/11/2014  REUTERS/Fabrizio Bensch