Acionistas do Banco Popolare e do BPM aprovam criação do 3º maior banco italiano

sábado, 15 de outubro de 2016 14:37 BRT
 

Por Andrea Mandala e Gianluca Semeraro

MILÃO/VERONA (Reuters) - Acionistas do Banca Popolare di Milano (BPM) e do Banco Popolare aprovaram a fusão entre as duas instituições financeiras, dando o sinal verde para a criação do terceiro maior banco da Itália em ativos.

Havia uma grande expectativa de que investidores no Banco Popolare, com sede em Verona, aprovariam o negócio, o que fizeram com ampla maioria, mas o BPM teve que superar resistências de um grupo de acionistas compostos por funcionários aposentados.

A fusão é a primeira realizada sob as reformas introduzidas pelo primeiro-ministro Matteo Renzi no início deste ano, visando promover esse tipo de negócio e impulsionar a lucratividade dos bancos.

A criação de um novo grande banco, que será chamado de Banco-BPM, é uma boa notícia não apenas para o sistema bancário mas também para o governo, que colocou no acordo todo seu peso.