Embraer tem prejuízo no 3o tri afetada por custo com demissões e acordo com autoridades

segunda-feira, 31 de outubro de 2016 12:59 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Embraer, terceira maior fabricante de jatos comerciais do mundo, divulgou nesta segunda-feira prejuízo líquido de 34 milhões de dólares, impactada por custo de demissões, baixas contábeis e acordos para encerrar acusações de corrupção.

Excluindo as despesas não recorrentes, a Embraer teve lucro líquido ajustado de 79 milhões de dólares de julho a setembro, alta ligeira sobre o mesmo período do ano passado.

A receita líquida subiu 18 por cento na comparação com o mesmo período de 2015, para 1,5 bilhão de dólares, puxada por forte entrega de jatos comerciais. A margem bruta da companhia subiu para 18,8 por cento ante 17,5 por cento um ano antes.

A empresa cortou quase 8 por cento de sua força de trabalho para reduzir 200 milhões de dólares em despesas operacionais. A companhia também afirmou que baixas contábeis relativas ao valor de aviões usados de seu portfólio formaram a maior parte do aumento de 47 milhões de dólares nas despesas operacionais.

A Embraer também registrou encargos adicionais no trimestre para cobrir acordos de 206 milhões de dólares anunciados na semana passada com autoridades de Brasil e Estados Unidos para encerrar uma investigação de corrupção em que a empresa era acusada de suborno na venda de aviões a governos.

(Por Brad Haynes)

 
Funcionários vistos em frente galpão da Embraer em São José dos Campos.       22/10/2014          REUTERS/Roosevelt Cassio