Vendas da GM nos EUA caem 1,7% em outubro, apontando fraqueza do setor

terça-feira, 1 de novembro de 2016 18:15 BRST
 

DETROIT, Estados Unidos (Reuters) - As vendas da General Motors em outubro caíram 1,7 por cento sobre um ano antes, com seus sedãs de médio porte tendo declínios enormes, parcialmente compensados por ganhos pesados em caminhões menores e SUVs grandes.

Líder do mercado norte-americano, a GM foi a primeira grande fabricante a mostrar as vendas de outubro nesta terça-feira.

As vendas de automóveis nos EUA devem ter encolhido de 6 a 8 por cento em outubro, segundo analistas. A avaliação é de que os descontos não foram o suficiente para conter a queda acentuada das vendas em relação ao recorde do ano passado.

Considerando os modelos Chevrolet Silverado e GMC Sierra, as vendas recuaram 7,6 por cento. A montadora estima que as vendas totais nos EUA atinjam uma taxa anualizada sazonalmente ajustada de 17,4 milhões de unidades.

As projeções de 33 economistas consultados pela Thomson Reuters apontam vendas de 17,5 milhões de veículos numa taxa anualizada com ajuste sazonal. Analistas do setor em Wall Street ouvidos pela Reuters preveem cerca de 17,7 milhões.

O desempenho do setor em outubro só deve ser conhecido no fim da semana. Isso porque a Ford adiou sua divulgação por conta de um incêndio nas instalações de Dearborn, em Michigan, na última segunda-feira. A segunda maior montadora dos EUA não informou quando apresentará seu relatório de vendas.

Analistas estimam que a Ford, que em setembro detinha uma participação de mercado de 15 por cento, registre declínio de 9 a 11 por cento em relação a outubro de 2015.

(Por Bernie Woodall)