Intenção de consumo na cidade de SP volta alcança maior nível desde julho de 2015

quinta-feira, 3 de novembro de 2016 11:11 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A intenção de compras dos paulistanos melhorou em outubro pelo quarto mês seguido e alcançou o maior patamar desde julho de 2015, de acordo com levantamento da FecomercioSP, embora ainda sinalize insatisfação com as condições de consumo.

O índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) alcançou 73,5 pontos no mês passado, alta de 8 por cento frente a outubro de 2015 e de 5,2 por cento em relação a setembro, segundo a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Apurado mensalmente, o índice varia de zero a 200 pontos, sendo que abaixo de 100 pontos significa insatisfação e acima de 100, satisfação em relação às condições de consumo.

Para a FecomercioSP, os resultados do ICF de outubro mostram que os paulistanos estão, aos poucos, melhorando avaliações sobre suas condições econômicas, mas pondera que a alta não representa que ocorrerá aumento do consumo neste momento.

"Os pontos fundamentais que farão uma reversão significativa no consumo são: emprego e renda. E isso só deve vir no próximo ano com o esperado aumento dos investimentos", afirmou a entidade em nota.

Entre os itens que compõem a pesquisa, o destaque foi a forte alta do fator Perspectiva de Consumo, que alcançou 68,1 pontos em outubro, alta de 41,2 por cento na base anual e de 14,1 por cento na comparação mensal.

O item Perspectiva Profissional atingiu 109,3 pontos no mês passado, sendo o único dos itens avaliados acima dos 100 pontos, diante de elevação de 15,8 por cento em relação ao mesmo mês de 2015 e de 2,2 por cento ante setembro.

(Por Paula Arend Laier)