Aço e minério de ferro sobem na China com demanda firme

quinta-feira, 3 de novembro de 2016 11:10 BRST
 

MANILA (Reuters) - Os contratos futuros do aço subiram mais de 2 por cento na bolsa de Xangai nesta quinta-feira, atingindo o maior nível desde abril, sustentados por uma firme demanda na China, que eleva ainda mais os preços do minério de ferro no mercado à vista.

Os estoques de produtos de aço em siderúrgicas integrantes da Associação de Ferro e Aço da China caíram 1,9 por cento para 13,61 milhões de toneladas em 20 de outubro, na comparação com 10 de outubro, disse o Morgan Stanley.

Ao mesmo tempo, a média diária de produção de aço bruto entre as usinas associadas ficou em 1,72 milhão de toneladas no período entre 11 e 20 de outubro, queda de 1,3 por cento ante os 10 dias anteriores.

"A queda nos níveis de estoques sugerem que a demanda se mantém intacta. Nós esperamos que as siderúrgicas aumentem ainda mais seus preços em resposta ao aperto de margens", disseram analistas do Morgan Stanley, em nota.

O vergalhão de aço, usado na construção civil, fechou em alta de 2,4 por cento nesta quinta-feira na bolsa de Xangai, a 2.691 iuanes (398 dólares) por tonelada, após ter tocado durante a sessão uma máxima desde 25 de abril.

Novos sinais de recuperação da economia da China também melhoraram o sentimento entre investidores.

A força dos preços do aço sustentou o apetite por minério de ferro, cujo preço de referência no porto de Tianjin subiu 0,15 por cento nesta quinta-feira, para 64,50 dólares por toneladas, segundo o The Steel Index. Os preços estão no maior patamar desde 29 de abril.

O minério de ferro já acumula alta de cerca de 50 por cento este ano, superando as performance de outras commodities como o cobre e o petróleo.

(Por Manolo Serapio Jr.)