BRF conclui aquisição de fatia em chinesa Cofco Meat, busca reforçar presença na Ásia

quinta-feira, 3 de novembro de 2016 11:36 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A multinacional brasileira de alimentos BRF concluiu a aquisição de 1,99 por cento de participação na chinesa Cofco Meat Holdings, em operação avaliada em 20 milhões de dólares, conforme busca reforçar sua estratégia no continente asiático.

A fatia equivale a 77.583.000 ações. A BRF acertou em 18 de outubro subscrever ações de emissão da empresa chinesa por meio da controlada BRF GmbH.

"O vasto conhecimento da COFCO Meat sobre o mercado chinês, bem como as boas práticas na observância das leis e normas do país é, sem dúvida, um grande atrativo para a BRF", afirmou chefe da BRF para a Ásia, Simon Cheng, em nota.

A Cofco Meat é uma produtora de alimentos de origem suína, com operações verticalmente integradas operando em todas as cadeias do segmento. De acordo com a BRF, a companhia possui 47 granjas de suínos, 2 plantas de abate e 2 plantas de carnes processadas, localizadas na China.

A empresa integra o grupo COFCO, estatal-líder em agribusiness no país e cliente da BRF há anos. O Grupo COFCO também mantém a liderança em cotas de importação de carnes.

No comunicado ao mercado desta quinta-feira, a BRF disse que a transação "está em linha com o planejamento estratégico da companhia de criar uma presença ainda mais estruturada na China, mercado em transformação que oferece importantes oportunidades de crescimento".

De acordo com Cheng, "embora seja o maior mercado produtor e consumidor de carne suína do mundo, a China oferece importantes oportunidades de crescimento, pois é um mercado em transformação".

A BRF também fez acordo com a Cofco Meat para reforçar a cooperação estratégica entre as empresas, que inclui o intercâmbio de boas práticas no gerenciamento e operação da cadeia produtiva, bem como a avaliação de oportunidades de colaboração.

A BRF opera na Ásia seu terceiro maior parque industrial, com seis unidades fabris, sendo cinco na Tailândia e uma na Malásia. No terceiro trimestre deste ano, a receita líquida operacional da empresa na Ásia totalizou 1,28 bilhão de reais, alta de 68,5 por cento em relação a igual período do ano anterior.

(Por Paula Arend Laier)