Criação de vagas e salários nos EUA deve ter acelerado em outubro

sexta-feira, 4 de novembro de 2016 09:27 BRST
 

WASHINGTON (Reuters) - Os empregadores norte-americanos provavelmente intensificaram as contratações em outubro e aumentaram os salários dos trabalhadores, o que pode efetivamente definir o aumento da taxa de juros em dezembro pelo Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos.

A criação de vagas fora do setor agrícola deve ter aumentado em 175 mil no mês passado, após 156 mil em setembro, de acordo com pesquisa da Reuters junto a economistas. A expectativa é de que a taxa de desemprego caia 0,1 ponto percentual, para 4,9 por cento.

"Os ganhos esperados no relatório devem facilmente atingir os critérios do Fed de algum progresso adicional no mercado de trabalho, o que nos deixa com uma alta dos juros em dezembro," disse o economista-chefe do UniCredit Research, Harm Bandholz.

O Departamento do Trabalho vai divulgar o relatório de emprego nesta sexta-feira às 10:30 (horário de Brasília), quatro dias antes da eleição presidencial de 8 de novembro.

O relatório virá na sequência dos dados da semana passada que mostraram aceleração no crescimento econômico no terceiro trimestre. Mas os economistas vêem pouco impacto do relatório em uma campanha cada vez mais amarga e divergente.

Embora a expectativa seja de que o banco central vai elevar os juros no próximo mês, essa decisão provavelmente dependerá do resultado da eleição de terça-feira. A disputa apertada entre a democrata Hillary Clinton e o republicano Donald Trump tem afetado os mercados financeiros.

Na quarta-feira, o Fed manteve a taxa de juros mas disse que seu comitê de definição da política monetária "julga que o momento de um aumento na taxa de juros continua a se fortalecer". O Fed elevou os juros dezembro pela primeira vez em quase uma década.

(Por Lucia Mutikani)