Governo de SP lança edital para concessão da rodovia SP-333

sexta-feira, 4 de novembro de 2016 16:57 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O governador paulista assinou nesta sexta-feira o lançamento do edital para concessão da rodovia SP-333, que corta do Estado de norte a sul. O leilão, que deve acontecer em fevereiro de 2017 na BM&FBovespa, já vai se enquadrar em um novo modelo de concessão de rodovias de São Paulo, também assinado nesta sexta-feira.

Segundo o governo estadual, no novo modelo o valor da tarifa do pedágio é variável de acordo com horário e movimentação da rodovia, e trará redução média de 19 por cento no valor das tarifas existentes, além do desconto de 5 por cento para quem usar modo eletrônico de pagamento.

Está previsto, também, sistema de acesso à Internet via rede sem fios wifi ao longo de todo o percurso das pistas concedidas para comunicação online com o motorista.

A partir deste, os contratos de concessão no Estado serão tripartite, envolvendo o governo, a concessionária e o financiador. Os contratos passarão por revisões a cada quatro anos para readequação dos planos de investimentos, seguros, garantias e indicadores de desempenho.

A SP-333, com cerca de 570 quilômetros de percurso, vai de Florínea, na divisa com o Paraná, a Igarapava, na fronteira com Minas Gerais.

O lote de rodovias do centro-oeste paulista (Florínea-Igarapava) vai incorporar trechos da atual concessionária ViaNorte, controlada pela Arteris, cujo contrato tem encerramento previsto para 2018. Devido à tarifa quilométrica proposta na licitação, os atuais valores de pedágio serão reduzidos, em média, 19 por cento, afirma o governo estadual.

Vencerá a disputa pela licitação quem oferecer maior valor de outorga para a concessão, de 30 anos. O governo estadual estima que nesse período a via receba investimento de 3,9 bilhões de reais, sendo cerca de 1 bilhão em obras de ampliação principal e 1,8 bilhão na restauração de rodovias, 516 milhões em equipamentos e sistemas.

(Por Aluísio Alves)