Procuradores alemães ampliam investigação sobre manipulação de mercado da Volkswagen

domingo, 6 de novembro de 2016 10:50 BRST
 

FRANKFURT (Reuters) - A fabricante alemã de automóveis Volkswagen disse no domingo que promotores alemães ampliaram uma investigação sobre a suspeita de manipulação de mercado para incluir a atuação do presidente do conselho de administração da empresa, Hans Dieter Poetsch.

A investigação, relacionada ao período em que Poetsch atuou como diretor de finanças da Volkswagen, é o mais recente desdobramento após a admissão da montadora no ano passado de que manipulou testes de emissões de diesel.

A VW admitiu que instalou um software que desativou os controles de poluição em mais de 11 milhões de veículos a diesel vendidos em todo o mundo, afetando seus negócios globais, prejudicando sua reputação e provocando a saída do presidente-executivo Martin Winterkorn.

"Com base em um exame minucioso por parte de especialistas legais internos e externos, a empresa reafirma sua convicção de que a administração da VW cumpriu suas obrigações de informar o mercado de capitais", disse a Volkswagen no domingo.

Segundo a VW, a empresa e Poetsch vão apoiar plenamente o Ministério Público em sua investigação.

(Reportagem de Maria Sheahan)