Brasil diz que proposta da Tailândia sobre açúcar pode evitar caso na OMC

segunda-feira, 7 de novembro de 2016 15:57 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Produtores tailandeses de açúcar e cana estão trabalhando em uma proposta para mudar as políticas do governo para o setor, procurando eliminar o risco de uma disputa comercial com o Brasil, disse um representante da indústria açucareira brasileira nesta segunda-feira.

Representantes do governo e das indústrias de açúcar dos dois países se encontraram em Brasília na quinta-feira para discutir o caso. A proposta formal para mudanças nas políticas tailandesas para o setor devem ficar prontas neste mês, disse o presidente do conselho da União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica), Pedro Mizutani.

"O que eles nos mostraram basicamente responde às nossas demandas", disse Mizutani, que é também vice-presidente de Relações Externas e Estratégia na Raízen, uma joint venture entre a brasileira Cosan e a Royal Dutch Shell.

"Mas teremos que esperar para ver se as propostas serão adotadas e implementadas antes que possamos decidir sobre desistir do caso da Organização Mundial do Comércio (OMC)", acrescentou.

O Brasil está questionando na OMC algumas das políticas da Tailândia para o setor do açúcar, incluindo um subsídio para produtores de cana que levou a um aumento na produção nos últimos anos, mesmo quando o mundo estava enfrentando um longo período de baixos preços no açúcar, uma tendência que agora está se revertendo.

O Brasil diz também que a Tailândia tem indiretamente subsidiado as exportações de açúcar, e argumenta que isso quebra algumas regras de comércio internacional.

(Por Marcelo Teixeira)