Credit Suisse vai liderar venda de fatia do RBS em banco saudita

terça-feira, 8 de novembro de 2016 14:58 BRST
 

DUBAI (Reuters) - O Credit Suisse foi indicado para vender a participação de 40 por cento do Royal Bank of Scotland no banco saudita Hollandi Bank (1040.SE: Cotações), disseram fontes nesta terça-feira, num acordo potencialmente estimado em 1,2 bilhão de dólares.

Várias fontes disseram que o fundo soberano da Arábia Saudita, PIF, deve ser um provável comprador da participação. O fundo está comprando ativos no país e no exterior, após planos para transformá-lo em maior fundo de riqueza soberana do mundo com 2 trilhões de dólares de ativos.

A venda seria uma oportunidade para um comprador estrangeiro ganhar uma posição no setor bancário no país, em que 12 bancos comerciais compartilham ativos totais em torno de 2,2 trilhões de riyals (592 bilhões de dólares). Mas fontes bancárias esperam que a holding vá para um player doméstico.

Porta-vozes do RBS e do PIF evitaram comentar. O porta-voz do saudita Hollandi não respondeu a um pedido de comentário.

O RBS, que comprou a participação por meio da aquisição do ABN Amro em 2007, quer se desfazer do negócio há anos, enquanto tenta reduzir operações internacionais e reforçar sua base de capital. O banco está enfrentando ainda fortes multas por suposta má conduta antes e durante a crise financeira.

(Reportagem de David French, Hadeel Al Sayegh e Tom Arnold)