Dólar cai mais de 1% ante o real com expectativa de vitória de Hillary

terça-feira, 8 de novembro de 2016 18:19 BRST
 

Por Claudia Violante

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar caiu mais de 1 por cento nesta terça-feira, quarta sessão consecutiva de perdas e a caminho de 3,15 reais, influenciado pelo avanço das expectativas de vitória da candidata democrata Hillary Clinton nas eleições presidenciais norte-americanas.

O dólar recuou 1,16 por cento, a 3,1674 reais na venda, depois de marcar na mínima da sessão 3,1627 reais, menor patamar intradia desde 28 de outubro (3,1580 reais). Nestes quatro dias de baixa, a moeda norte-americana perdeu 2,28 por cento de seu valor.

O dólar futuro cedia cerca de 1 por cento no final desta tarde.

"Sites e pesquisas privadas começaram a mostrar avanço de Hillary sobre Trump e isso bastou para fazer os investidores se animarem", comentou o gestor de um banco doméstico.

As bolsas e plataformas de apostas online mostravam nesta tarde que a probabilidade de vitória de Hillary era muito maior do que a do republicano Donald Trump, considerado mais imprevisível e radical pelos mercados financeiros. Muitos deram à candidata democrata mais de 75 por cento de chance de conquistar a Casa Branca.

O resultado das eleições será conhecido na madrugada de quarta-feira.

Pesquisa do Projeto Estados da Nação, da Reuter/Ipsos, divulgada maios cedo calculou que Hillary tinha cerca de 90 por cento de chances de derrotar Trump. A ex-secretária de Estado tinha vantagem de 45 por cento, ante 42 por cento de Trump no voto popular, e estava a caminho de obter 303 votos no Colégio Eleitoral, chegando aos 270 necessários para a vitória.

Os mercados financeiros no exterior também mostravam mais otimismo, com as bolsas norte-americanas ampliando as altas e o dólar caindo diante outras moedas de países emergentes, como os pesos mexicano e chileno.

Até o meio desta tarde, o mercado de câmbio no Brasil havia operado em modo cautela, à espera do resultado das eleições. No dia seguinte, já conhecido o resultado das eleições, o dólar pode engatar alguma valorização frente ao real, segundo os profissionais. "Com o fato em si, o mercado deve corrigir parte dessa queda recente", comentou o profissional de uma corretora doméstica.

O Banco Central brasileiro vendeu nesta manhã o lote integral de 5 mil contratos de swap cambial reverso, equivalente à compra futura de dólares.

 
Notas de dólar são vistas em foto ilustrativa
07/11/2016 REUTERS/Dado Ruvic/Illustration