Alta do IPCA é a menor para outubro em 16 anos e vai abaixo de 8% em 12 meses

quarta-feira, 9 de novembro de 2016 09:40 BRST
 

Por Rodrigo Viga Gaier e Camila Moreira

RIO DE JANEIRO/SÃO PAULO (Reuters) - A inflação oficial do Brasil voltou a acelerar em outubro sob o peso dos preços de Transportes, mas ainda assim registrou o menor nível para o mês em 16 anos, indo abaixo de 8 por cento em 12 meses, pintando um cenário positivo para a continuidade do afrouxamento monetário pelo Banco Central.

Em outubro o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) apresentou alta de 0,26 por cento, depois de ter atingido no mês anterior o menor nível em pouco mais de dois anos, de 0,08 por cento, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Esse é o patamar mais baixo para outubro desde 2000 (0,14 por cento), e também o segundo menor nível do ano, atrás apenas de setembro.

Em 12 meses, a inflação acumulada até outubro desacelerou para 7,87 por cento, contra 8,48 por cento no mês anterior.

O dado permanece bem acima do teto da meta --de 4,5 por cento pelo IPCA, com margem de 2 pontos percentuais-- porém se aproxima cada vez mais da expectativa dos economistas em pesquisa Focus do BC de alta do IPCA de 6,88 por cento para este ano.

Também representa a primeira vez que o índice acumulado fica abaixo da marca de 8 por cento desde fevereiro de 2015 (7,7 por cento), e é o menor nível desde então.

Os resultados ficaram praticamente em linha com as expectativas de analistas consultados em pesquisa da Reuters, de alta de 0,28 por cento no mês e de 7,9 por cento em 12 meses.

  Continuação...