Crescimento da zona do euro deve desacelerar em 2017 e inflação vai acelerar, diz Comissão

quarta-feira, 9 de novembro de 2016 10:29 BRST
 

BRUXELAS (Reuters) - O crescimento da zona do euro vai desacelerar no próximo ano porque seu principal motor, a demanda doméstica, irá diminuir como resultado de um provável aumento dos preços da energia, enquanto a inflação deve acelerar, disse a Comissão Europeia nesta quarta-feira.

Em uma projeção econômica regular para os 28 países que compõem a União Europeia, o braço executivo da UE disse que o crescimento nos 19 países que compartilham o euro diminuirá para 1,7 por cento neste ano, ante 2,0 por cento em 2015, e para 1,5 por cento em 2017. A expansão só deve se recuperar novamente em 2018, para 1,7 por cento.

A inflação, que o Banco Central Europeu quer manter abaixo mas perto de 2 por cento no médio prazo, deve acelerar a 0,3 por cento neste ano ante zero no ano passado, e para 1,4 por cento em 2017 e 2018, disse a Comissão.

(Por Jan Strupczewski)