Ações europeias terminam em queda por preocupação com Trump

sexta-feira, 11 de novembro de 2016 17:07 BRST
 

MILÃO (Reuters) - As ações europeias caíram nesta sexta-feira com queda nos papéis ligados ao mercado de commodities e expostas aos mercados emergentes também em queda diante da preocupação com o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump.

O índice pan-europeu .STOXX terminou em baixa de 0,41 por cento, a 337 pontos. No entanto, o índice ganhou 2,6 por cento nesta semana, o melhor desempenho semanal desde meado de julho, após uma recente manifestação de que Trump manterá sua promessa eleitoral de gastar 1 trilhão de dólares em projetos de infra-estrutura ao longo de uma década. O índice FTSEurofirst 300 FTEU3 recuou 0,56 por cento, a 1.332 pontos.

"Os obstáculos políticos e econômicos dos planos Trump não devem ser subestimados", afirmou o gerente de fundos da Anthilia Capital, em Milão, Giuseppe Sersale.

O índice do setor de mineração caiu 2 por cento com os investidores embolsando lucros depois de uma alta de mais de 10 por cento nos papéis de recursos básicos esta semana.

A venda de papéis nos mercados emergentes prejudicaram empresas como a Standard Chartered (STAN.L: Cotações) e a fabricante sul-africana de papel e embalagens Mondi (MNDI.L: Cotações), que caíram 6,3 por cento e 4,7 por cento, respectivamente.

Em LONDRES, o índice Financial Times .FTSE recuou 1,43 por cento, a 6.730 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,36 por cento, a 10.667 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 .FCHI perdeu 0,92 por cento, a 4.489 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib .FTMIB teve valorização de 0,04 por cento, a 16.812 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 .IBEX registrou baixa de 1,34 por cento, a 8.639 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 .PSI20 desvalorizou-se 0,91 por cento, a 4.376 pontos.