Israelense Gazit mira novas aquisições no Brasil após Shopping Cidade Jardim

sexta-feira, 11 de novembro de 2016 17:45 BRST
 

Por Gabriela Mello

SÃO PAULO (Reuters) - A companhia israelense de desenvolvimento imobiliário Gazit Globe vai buscar novas aquisições de shopping centers no Brasil, seu principal mercado internacional, após acordo para compra de um terço do Cidade Jardim por 410 milhões de reais.

"Não limitações de orçamento para futuras aquisições", disse Mia Stark, presidente da Gazit Brasil, à Reuters. O acordo com a JHSF é o maior já feito pela empresa no país. E as duas empresas, conforme esclareceu a JHSF em comunicado na quinta-feira, podem participar "mutuamente em novos projetos".

A presidente da Gazit evitou detalhar negociações em andamento, mas reiterou que empreendimentos comerciais na capital paulista devem continuar sendo o alvo principal. "Nossa estratégia é construir um portfólio de ativos num raio de 7 quilômetros da nossa sede (na zona sul da capital)", disse Mia.

Uma das alternativas mais prováveis, na avaliação do diretor de Novos Negócios da Gazit, Andres Andrade, é a consolidação da participação no Shopping Eldorado. "Mas ainda não há qualquer formalização nesse sentido", disse.

Andrade citou ainda planos de vender nos próximos anos o controle do Shopping San Pelegrino, em Caxias do Sul (RS), e do Prado Boulevard, em Campinas (SP), únicos ativos da Gazit fora da capital paulista, juntos avaliados em 200 milhões de reais.

Desde que chegou ao Brasil, em 2008, a Gazit desembolsou 2 bilhões de reais em oito empreendimentos nas três cidades. Em 2016, investiu 550 milhões de reais, incluindo no Cidade Jardim.

A Gazit também comprou da São Carlos Empreendimentos o edifício Top Center, também na capital paulista, por 153 milhões de reais, principalmente com recursos gerados pela venda de fatia que tinha na BR Malls.

Em relatório, o Bank of America Merrill Lynch disse que a crise no Brasil pressiona empresas alavancadas a vender ativos e deve abrir espaço para investidores mais capitalizados, como a Gazit. Entre as listadas na bolsa, o banco considera a Multiplan a mais bem posicionada para expansão de portfólio.