Mercado de automóveis na Rússia cairia até 40% em 2016 sem apoio estatal, diz Putin

sábado, 12 de novembro de 2016 17:06 BRST
 

MOSCOU (Reuters) - O mercado automotivo da Rússia cairia de 30 a 40 por cento este ano se não estivesse recebendo apoio do Estado, disse neste sábado o presidente russo, Vladimir Putin, segundo agências de notícias da Rússia.

As vendas de automóveis na Rússia caíram pelo quarto ano consecutivo em meio a um enfraquecimento da economia doméstica, uma depreciação da moeda e a queda dos preços do petróleo.

A Associação das Empresas Europeias (AEB) vê as vendas da Rússia de carros novos e veículos comerciais leves caírem 10,3 por cento para 1,44 milhões de unidades em 2016.

"Conseguimos não apenas salvar o segmento de produção de automóveis, mas as vendas de caminhões e ônibus (também) aumentaram ligeiramente", disse Putin, de acordo com a agência de notícias Interfax.