Preços futuros da soja despencam na China por rumores sobre limites à especulação

segunda-feira, 14 de novembro de 2016 13:37 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - Os contratos futuros de soja negociados na China caíram 5 por cento nesta segunda-feira, ampliando perdas que começaram na noite de sexta-feira, por rumores sobre medidas governamentais para limitar a especulação, disseram analistas.

O contrato mais ativo na bolsa de mercadorias de Dalian fechou em baixa de 4,99 por cento, a 3.734 iuanes por tonelada.

A China implementou uma série de aumentos de taxas nos últimos meses para limitar negócios especulativos, os quais o país suspeita estarem por trás de uma forte alta nos mercados futuros, em produtos que vão de carvão de coque a borracha.

Esses limites levaram muitos investidores a deixar alguns mercados de commodities.

A bolsa de commodities de Zhengzhou dobrou as taxas de transação no mercado de farelo para 6 iuanes por lote na última sexta-feira.

Fala-se que o governo poderia tomar mais medidas para conter a especulação, o que provocou vendas nos mercados de soja, farelo de soja e farelo de colza, segundo analistas.

"O aumento dos preços tinha sido uma loucura e o governo tomou uma série de medidas para limitá-lo, mas poucas pessoas saíram. O problema basicamente explodiu na sexta-feira, e o impacto continua hoje", disse He Lin, analista da Nanhua Futures.

O mercado de farelo de colza também caiu 5 por cento nesta segunda-feira, enquanto o de farelo de soja recuou 4,5 por cento.

(Por Hallie Gu)