Ações de empresas de serviços públicos tiram brilho dos bolsas europeias

segunda-feira, 14 de novembro de 2016 17:36 BRST
 

MILÃO (Reuters) - As ações europeias perderam força no fim desta segunda-feira, com a queda em setores com rentabilidade similar à da renda fixa ofuscando os ganhos dos setor financeiro e de mineração.

O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 subiu 0,22 por cento, a 1.335 pontos. O índice pan-europeu STOXX 600 subiu 0,20 por cento. O índice subiu 2,6 por cento semana passada, após a vitória surpresa de Donald Trump nas eleições presidenciais dos EUA, o que alimentou apostas de estímulo fiscal no país.

A reação do mercado reforçou ainda mais as expectativas de um aumento da taxa básica dos EUA, levando os investidores para ações com características cíclicas, como bancos, ante papéis de serviços públicos e imóveis que têm características defensivas.

O índice de serviços públicos chegou a recuar para o piso em três anos antes de fechar em queda de 2 por cento, enquanto o setor de telecomunicações caiu 0,5 por cento.

O índice do setor bancário subiu 2,1 por cento, a maior alta setorial, em meio a uma série de relatórios sobre a possível fusão em um setor cujas margens foram espremidas por um crescimento lento e taxas de juros ultrabaixas.

Commerzbank subiu 6,6 por cento após a Handelsblatt informar que o banco alemão, a empresa de private equity Apollo e um consórcio de Towerbrook e Acathia estão interessados em comprar o Oldenburgische Landesbank, da Allianz.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,34 por cento, a 6.753 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,24 por cento, a 10.693 pontos.   Continuação...