Vendas da nova safra de soja de MT avançam após 3 meses de estagnação

segunda-feira, 14 de novembro de 2016 18:24 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - As vendas antecipadas de soja da safra 2016/17 avançaram em Mato Grosso, principal Estado produtor do país, de outubro para novembro, após terem ficado praticamente estagnadas por três meses, informou nesta segunda-feira o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea).

O índice de comercialização da nova colheita atingiu 36,26 por cento do total esperado, segundo levantamento com data desta segunda-feira, um avanço de 8,4 pontos percentuais ante o mês anterior.

De julho até outubro, o avanço acumulado havia sido de apenas 2 pontos percentuais, devido a um cenário desfavorável de preços neste segundo semestre.

O câmbio vinha sendo um grande entrave para o fechamento de novos negócios, uma vez que as cotações dos grãos em real desagradavam produtores, que esperavam maior rentabilidade.

O cenário mudou no fim da semana passada, quando o real sofreu forte desvalorização em um reflexo da inesperada vitória de Donald Trump na corrida presidencial nos Estados Unidos.

Corretores de Mato Grosso relataram à Reuters que houve grande volume de negócios entre quinta e sexta-feira da semana passada.

O dólar fechou em alta de mais de 1 por cento ante o real nesta segunda-feira, encerrando a quarta sessão consecutiva de valorização e acumulando alta de 8,63 por cento nos últimos quatro pregões.

Apesar do estímulo oferecido pelos preços, a comercialização antecipada de soja em Mato Grosso continua bastante atrasada na comparação com o mesmo estágio da temporada passada, quando o índice era de 53,11 por cento, segundo o Imea.

O órgão de pesquisas informou também que as vendas da safra de milho 2016/17, que será colhida em meados do próximo ano, estão em apenas 24,79 por cento do volume total projetado, ante vendas antecipadas de 70,4 por cento no mesmo estágio da temporada passada.

(Por Gustavo Bonato)