UE concorda em aumentar orçamento de defesa com fim de oposição britânica

terça-feira, 15 de novembro de 2016 15:35 BRST
 

BRUXELAS (Reuters) - A União Europeia concordou nesta terça-feira em aumentar seu orçamento de pesquisa militar pela primeira vez desde 2010 após o Reino Unido diminuir sua oposição, um marco que pode indicar apoio britânico para defesa e cooperação mesmo de fora do bloco.

Um dia após acertar um novo plano de defesa com objetivo de tornar a Europa menos dependente da ajuda dos Estados Unidos, governos da União Europeia aumentaram o financiamento para a Agência de Defesa Europeia de 2017 em 1,6 por cento, em linha com a inflação e assumindo o modesto orçamento de 31 milhões de euros.

Embora muito abaixo do aumento de 6,5 por cento desejado pela agência, esta foi a primeira vez em seis anos que o Reino Unido não bloqueou uma alta para a agência cujo orçamento encolheu 15 por cento em termos reais, disseram autoridades da UE.

"Ainda é um aumento simbólico", disse a chefe de política externa da UE, Federica Mogherini, em uma entrevista.

"É uma demonstração clara de todos os países-membros da UE, incluindo o Reino Unido, de aumentar o orçamento da agência para refletir o trabalho a ser feito."

Autoridades da UE disseram que isso poderia significar que o Reino Unido, que decidiu sair da UE, pode buscar trabalhar de perto com o bloco na área de defesa, mesmo após sair do bloco, dadas as ameaças de segurança que vão desde militantes islâmicos a uma Rússia mais hostil.

(Por Robin Emmott, reportagem adicional de Gabriela Baczynska)