Google dá voto de confiança a Londres pós-Brexit e anuncia investimento

quarta-feira, 16 de novembro de 2016 09:39 BRST
 

LONDRES (Reuters) - O Google decidiu dar um voto de confiança ao futuro de Londres como centro tecnológico após a votação pelo Brexit, anunciando na terça-feira planos de um novo edifício na capital que abrigará milhares de engenheiros adicionais.

O presidente do Google, Sundar Pichai, disse que a ciência da computação tem grande futuro no Reino Unido e destacou o conjunto de talentos, instituições educacionais e a paixão por inovação presentes no país.

"É por isso que estamos investindo em talentos de engenharia e infraestrutura", afirmou Pichai.

O prédio de 10 andares, o primeiro a pertencer integralmente ao Google fora dos Estados Unidos, expandirá a presença da empresa na região de King's Cross com espaço suficiente para mais de 7 mil funcionários no total, de acordo com a companhia.

O Google dispõe de 5.700 empregados e contratados no Reino Unido, incluindo cerca de 2 mil engenheiros alocados no edifício recentemente aberto na King's Cross, onde Pichai anunciou a expansão.

Pichai, que se tornou presidente do Google em outubro de 2015, quando a holding Alphabet foi criada, disse estar otimista em relação ao futuro britânico, apesar das incertezas causadas pela decisão em junho de deixar a União Europeia.

"Historicamente, o Reino Unido tem sido uma economia aberta e conectada, e como muitos dos negócios dos quais temos orgulho e dependemos para recrutar os melhores talentos do mundo", disse o presidente do Google. "Estamos otimistas de que essa situação persistirá", acrescentou.

"Entendemos que haja incerteza e mesmo preocupações com questões como o Brexit e o ritmo da mudança tecnológica em nossos tempos, mas sabemos com certeza que a rede e a tecnologia digital serão um motor de crescimento para o Reino Unido nos próximos anos", assinalou Pichai.

Para o ministro de Finanças britânico, Philip Hammond, o investimento sinaliza que empresas importantes ainda escolhem alocar seus recursos na no Reino Unido.   Continuação...