Estatal do pré-sal, PPSA tem novo presidente e mudanças na diretoria

quarta-feira, 16 de novembro de 2016 11:47 BRST
 

(Reuters) - A estatal Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA), criada em 2013 para gerir em nome da União os contratos de partilha de produção de petróleo em áreas na camada de pré-sal do Brasil, terá como novo presidente o engenheiro Ibsen Flores Lima, segundo nomeação publicada pelo Ministério de Minas e Energia no Diário Oficial da União desta quarta-feira.

Lima assumirá o cargo no lugar do engenheiro Oswaldo Antunes Pedrosa Junior, que comandava a PPSA desde pouco após a criação da estatal, e haverá mudanças também nas demais diretorias da companhia, em nomeações para o triênio 2016/2019.

A diretoria de gestão de contratos ficará com o geólogo Hercules Tadeu Ferreira da Silva, que substituirá o também geólogo Renato Marcos Darros de Matos, que já havia deixado o cargo.

A posição de diretor técnico e de fiscalização ficará com o engenheiro Paulo Moreira de Carvalho, no lugar de Edson Yoshihito Nakagawa, enquanto a diretoria financeira e de administração será do engenheiro Leandro Leme Junior, em substituição a Antônio Cláudio Pereira da Silva.

"Os novos diretores, indicados pelo Ministério de Minas e Energia, têm sólida formação acadêmica, além de grande e diversificada experiência na indústria de petróleo e gás no Brasil e no exterior, sendo dois deles já integrantes da alta administração da PPSA", afirmou o Ministério de Minas e Energia em nota.

Segundo a pasta, a nova diretoria terá o compromisso de continuar com as atividades relacionadas ao contrato de Libra, primeira área licitada no pré-sal sob o regime de partilha de produção.

Os novos diretores também buscarão dar "celeridade" à celebração de acordos de individualização da produção (unitização). Outro desafio da nova gestão será a "conclusão e implantação da política de comercialização de óleo e gás da União", informou o ministério.

(Por Luciano Costa)