Inflação da zona do euro acelera em outubro com serviços mais caros

quinta-feira, 17 de novembro de 2016 08:22 BRST
 

BRUXELAS (Reuters) - A alta dos preços ao consumidor na zona do euro acelerou ligeiramente em outubro como esperado devido a serviços mais caros e a quedas menores nos preços da energia, mostraram dados da agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat, nesta quinta-feira.

A Eurostat confirmou sua estimativa anterior de que a inflação no mês passado foi de 0,5 por cento na comparação com o ano anterior, ante 0,4 por cento em setembro e 0,2 por cento em agosto. Na comparação mensal, os preços subiram 0,2 por cento em outubro.

O maior impulso para o índice veio do aumento dos preços nos restaurantes e cafés, que acrescentou 0,07 ponto à leitura final, além de aluguéis mais elevados, que acrescentou 0,04 ponto.

Sem os componentes voláteis de alimentos não processados e energia, a inflação foi de 0,1 por cento na comparação mensal e de 0,7 por cento na base anual, uma ligeira desaceleração da alta anual dos preços de 0,8 por cento nos cinco meses anteriores.

O Banco Central Europeu quer manter a inflação abaixo mas perto de 2 por cento no médio prazo, e está comprando títulos da zona do euro no mercado secundário para injetar dinheiro no sistema bancário e fazer com que os bancos emprestem mais à economia real, com o objetivo de deixar a inflação mais perto de sua meta.

(Por Jan Strupczewski)