É prematuro falar sobre redução de estímulo pelo BCE, diz Mersch

quinta-feira, 17 de novembro de 2016 10:09 BRST
 

FRANKFURT (Reuters) - As taxas de juros do Banco Central Europeu (BCE) podem estar perto da mínima, mas ainda é prematuro falar sobre a redução do estímulo econômico dado o risco de agir cedo demais, disse o membro da Comissão Executiva do BCE Yves Mersch nesta quinta-feira.

A recuperação do bloco é frágil e o aumento da inflação pode não ser sustentável, então qualquer reversão precisa ser muito gradual e cuidadosa, disse Mersch em uma conferência.

O tom cauteloso de um dos poucos membros hawkish do Conselho do BCE sugere que qualquer aperto monetário ainda deve demorar algum tempo e que o banco continua no caminho certo para prorrogar seu esquema de compra de ativos para além do prazo de março quando se reunir em dezembro.

"Se você olhar para o Federal Reserve dos EUA, eles foram muito cuidadosos na normalização da política", disse Mersch. "Eu não estaria completamente errado se dissesse que o BCE também fará o mesmo, agindo com a cautela necessária."

"Acredito que (falar sobre acabar com o estímulo) provavelmente ainda é prematuro, dada a fragilidade do ritmo da trajetória de crescimento europeu", disse ele.

(Por Balazs Koranyi e Frank Siebelt)