Cesp prevê venda de ações do governo de São Paulo na companhia no início de 2017

quinta-feira, 17 de novembro de 2016 17:05 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A estatal paulista Cesp acredita que um leilão para a venda das ações detidas pelo governo do Estado de São Paulo na companhia poderá ser realizado no início de 2017, de acordo com projeção apresentada pelo diretor financeiro da companhia, Almir Martins, em teleconferência com investidores nesta quinta-feira.

O governo paulista já abriu uma licitação para contratar uma consultoria para apoiá-lo no processo de venda, inclusive na preparação da modelagem da privatização. Os interessados têm até 22 de novembro para enviar suas propostas.

"A partir do momento em que o contratado assinar o contrato, ele leva uns 90 dias para apresentar seu produto. Soma-se a isso a necessidade de obtenção de autorizações (junto ao governo estadual)...então isso deverá transcorrer nos primeiros meses do ano que vem", disse Martins, ao ser questionado por uma analista.

Ele também ressaltou que o processo não será comandado pela Cesp, mas sim pelo governo paulista, controlador da companhia.

A Cesp possui atualmente três hidrelétricas no Estado de São Paulo que somam 1,65 gigawatt em capacidade instalada.

A Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo possui 31,36 por cento do capital da elétrica, ou 94,1 por cento das ações ordinárias, com direito a voto.

(Por Luciano Costa)