Mídia estatal chinesa alerta Trump contra renúncia de acordos comerciais

sábado, 19 de novembro de 2016 12:32 BRST
 

(Reuters) - A mídia estatal chinesa alertou o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, neste sábado contra mudanças de posição sobre acordos comerciais na Ásia, enquanto líderes da Ásia-Pacífico se reúnem em meio a temores de que o aumento do protecionismo afete o crescimento econômico global.

Durante sua campanha eleitoral, Trump gerou preocupações entre muitos dos parceiros comerciais dos Estados Unidos ao prometer renegociar acordos tais como o Acordo de Livre Comércio da América do Norte (NAFTA) e impor tarifas em importações de países como a China.

"Transformar suas conversas de campanha em políticas de fato pode acabar com qualquer esperança de que a Ásia-Pacífico finalmente terá seu acordo de livre-comércio tão desejado", disse em um comentário a agência oficial de notícias Xinhua neste sábado.

"Pior, pode levar seu país e o mundo em geral a um profundo sofrimento econômico", acrescentou a agência, que é um barômetro do pensamento do governo.

A Xinhua também afirmou que a exclusão da China do proposto acordo de livre-comércio Parceria Trans-Pacífico (TPP, na sigla em inglês) não tinha a ver com impulsionar o comércio mas, ao contrário, era a estratégia do presidente norte-americano Barack Obama de garantir que Washington seja "supremo na região".

Obama, o presidente chinês Xi Jinping e outros líderes do Pacífico estão em reunião do fórum anual Cooperação Econômica Ásia Pacífico no Peru neste final de semana.