Mercados chineses atingem máxima de 10 meses

segunda-feira, 21 de novembro de 2016 07:48 BRST
 

TÓQUIO/XANGAI (Reuters) - Os mercados chineses atingiram a máxima de 10 meses nesta segunda-feira impulsionados pelas blue-chips, mas os ganhos foram limitados uma vez que alguns investidores permaneceram céticos de que a tendência de alta possa se estender.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, teve alta de 0,7 por cento, enquanto o índice de Xangai avançou 0,79 por cento. Ambos atingiram a máxima desde o início de janeiro.

No restante da região, os mercados mostraram-se defensivos, diante de temores de que o fortalecimento do dólar e a alta dos rendimentos dos títulos norte-americanos desde a eleição presidencial de Donald Trump poderiam acelerar as saídas de fundos da região de volta para os mercados norte-americanos.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha variação negativa de 0,06 por cento às 7:45.

O índice japonês Nikkei, entretanto, foi contra a tendência e avançou 0,8 por cento, atingindo a máxima de 10 meses e meio graças ao iene mais fraco.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,77 por cento, a 18.106 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,06 por cento, a 22.357 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,79 por cento, a 3.218 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,70 por cento, a 3.441 pontos.   Continuação...