Suzano e Fibria reajustam preço de celulose na Ásia em US$20 a partir de dezembro

terça-feira, 22 de novembro de 2016 10:52 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - As produtoras brasileiras de celulose Suzano e Fibria vão elevar seus preços para clientes na Ásia em 20 dólares a tonelada a partir de dezembro, em meio à avaliação de que as condições do mercado para o insumo necessário para a produção de papel estão favoráveis para o aumento.

A Suzano anunciou na véspera o reajuste para 550 dólares do preço da tonelada de celulose para a China, enquanto a Fibria divulgou nesta terça-feira o mesmo aumento para seus clientes na Ásia. Ambos entram em vigor a partir de 1º de dezembro.

O reajuste pode começar a surtir efeitos nos resultados das empresas ainda neste quarto trimestre. Os fabricantes tinham elevado seus preços em 20 dólares para clientes na Ásia em 1º de outubro.

No caso da Suzano, o anúncio foi feito depois que o diretor de papel e celulose da empresa afirmou no final de outubro que a companhia estava vendo demanda ainda firme por celulose e que a tendência seria mantida ao longo do quarto trimestre.

Também no final do mês passado, o presidente-executivo da Fibria afirmara que a demanda por celulose estava positiva.

(Por Alberto Alerigi Jr.)