AIG aumenta lista de empresas financeiras que querem sair do Reino Unido

terça-feira, 22 de novembro de 2016 15:42 BRST
 

LONDRES (Reuters) - A seguradora norte-americana AIG pode transferir sua sede europeia de Londres para outro país da União Europeia, após o voto no Reino Unido de deixar a UE, disse o chefe das operações europeias e britânicas da AIG nesta terça-feira.

A AIG se junta à crescente lista de empresas do setor financeiro que disseram que podem ter quer transferir as operações para a Europa continental para manter conexões com consumidores após o Brexit.

"Sempre teremos um grande centro em Londres, mas podemos ter uma sede europeia em outro lugar", disse Anthony Baldwin, presidente-executivo das unidades britânica e europeia da AIG.

Falando na mesma conferência, o ministro do comércio, Mark Garnier, disse que o governo está ouvindo as preocupações do setor financeiro sobre o Brexit. "Nós temos como objetivo limitar a incerteza ao redor dos negócios", disse Garnier.

"O governo entende completamente as implicações do Brexit para a indústria de serviços financeiros", disse Garnier na conferência anual de seguradoras da ABI.

Bancos, seguradoras e administradoras de patrimônio no Reino Unido temem perder acesso ao mercado europeu, se não houver arranjos de transição antes do acordo sobre novos termos de comércio com a UE.

(Por Huw Jones e Carolyn Cohn)