Dólar sobe ante o real e interrompe 4 quedas seguidas, com exterior

terça-feira, 22 de novembro de 2016 17:14 BRST
 

Por Claudia Violante

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou a terça-feira com leve alta ante o real, interrompendo sequência de quatro quedas, com investidores aproveitando os baixos níveis de preços da moeda norte-americana e acompanhando o movimento no mercado externo.

O dólar avançou 0,13 por cento, a 3,3565 reais na venda, depois de bater 3,3270 reais na mínima do dia e 3,3666 reais na máxima. Nos quatro pregões anteriores, a moeda norte-americana havia cedido 2,58 por cento.

O dólar futuro operava praticamente estável no final desta tarde, com leve alta de 0,01 por cento.

"A queda da manhã levou o dólar para um nível atrativo e houve importadores e tesourarias atuando na compra", comentou o diretor da corretora Correparti, Jefferson Rugik, acrescentando que a alta do dólar frente a outras moedas no exterior à tarde ajudou a embalar o movimento no mercado doméstico.

Sobretudo na semana passada, os mercados cambiais sofreram forte aversão ao risco após a surpreendente eleição de Donald Trump à Presidência dos Estados Unidos, alimentando temores de que sua política econômica será inflacionária e pressionará o Federal Reserve, banco central norte-americano, a elevar ainda mais os juros.

Segundo a ferramenta FedWatch, do CME Group, estavam em 100 por cento as apostas de alta de juros nos EUA em dezembro.

Diante disso, o BC brasileiro passou a atuar no mercado de maneira mais contundente, com leilões de swaps tradicionais --equivalentes à venda futura de dólares-- tanto para rolagem como para colocar novos contratos no mercado.

Nesta sessão, no entanto, a autoridade monetária repetiu o movimento da véspera e realizou apenas um leilão para rolar os contratos que vencem em 1º de dezembro, colocando toda a oferta de até 19.815 swaps. O volume foi ligeiramente inferior ao que vinha sendo ofertado até então, de 20 mil contratos, e serviu para concluir a rolagem de todos os vencimentos do próximo mês, equivalente a 6,490 bilhões de dólares.   Continuação...