Dívida pública federal cai 0,46% em outubro, aponta Tesouro

quarta-feira, 23 de novembro de 2016 10:11 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - A dívida pública federal recuou 0,46 por cento em outubro sobre setembro, a 3,033 trilhões de reais, com queda de 0,40 por cento na dívida interna, a 2,909 trilhões de reais, devido ao resgate líquido de 35,59 bilhões de reais compensado parcialmente pela apropriação positiva de juros de 23,99 bilhões de reais.

Segundo o Tesouro informou nesta quarta-feira, a dívida externa diminuiu 1,92 por cento em outubro ante setembro, a 123,61 bilhões de reais, diante da valorização do real no mês, além de resgate líquido de 450 milhões de reais.

No mês passado, o Tesouro reafirmou o intervalo buscado de 3,1 trilhões a 3,3 trilhões de reais para a dívida total ao fim de 2016 em revisão do Plano Anual de Financiamento (PAF).

Ao mesmo tempo, reduziu o peso dos títulos ligados à Selic na dívida no ano, elevando a fatia esperada dos papéis prefixados.

Em outubro, ambos ficaram enquadrados nos novos limites. Os títulos atrelados à Selic fecharam o mês respondendo por 27,64 por cento da dívida total, contra 26,54 por cento em setembro, e um intervalo de 27 a 31 por cento previsto no PAF.

Os títulos prefixados alcançaram uma representatividade de 35,91 por cento do total, abaixo dos 37,71 no mês anterior e dentro da faixa de 33 a 37 por cento estipulada pelo Tesouro.

Já os títulos corrigidos pela inflação, que não tiveram sua meta anual alterada, alcançaram 32,25 por cento da dívida em outubro. Em setembro, esse percentual havia sido de 31,47 por cento. No PAF, o alvo segue sendo de 29 a 33 por cento em 2016.

Em outubro, a participação dos investidores estrangeiros em títulos da dívida interna recuou ligeiramente a 14,90 por cento, contra 14,97 por cento de setembro.

(Por Marcela Ayres)