Iraque está disposto a reduzir produção em acordo da Opep, diz primeiro-ministro

quarta-feira, 23 de novembro de 2016 14:50 BRST
 

BAGDÁ (Reuters) - O Iraque está disposto a cortar sua produção global de petróleo como parte do plano da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) para reduzir a oferta global e impulsionar os preços, disse o primeiro-ministro do país, Haider al-Abadi, a repórteres nesta quarta-feira em Bagdá.

"O que vamos perder ao reduzir a produção, vamos ganhar em receita de petróleo", disse ele. "O Iraque assumirá parte da redução na produção."

Os comentários de Abadi são os indícios mais claros até o momento de que Bagdá vai apoiar o plano da Opep quando o grupo se encontrar em 30 de novembro, em Viena.

Declarações anteriores de ministros iraquianos diziam o contrário: que a Opep deveria isentar o Iraque dos cortes de produção, uma vez que o país precisa de seu lucro do petróleo para combater o Estado Islâmico.

O Iraque, o Irã, a Líbia e a Nigéria pediram para ser liberados dos cortes, considerando que sua produção foi abalada por sanções ou por conflitos no passado.

"Nós queremos proteger os direitos do Iraque, mas temos como prioridade aumentar o preço do barril de petróleo", disse Abadi.

(Por Saif Hameed)