Potash corta empregos e produção no Canadá por declínios nos preços de fertilizante

quarta-feira, 23 de novembro de 2016 16:39 BRST
 

WINNIPEG, Manitoba (Reuters) - A fabricante de fertilizantes Potash informou nesta quarta-feira que está reduzindo empregos e a produção em uma mina canadense e temporariamente restringindo a produção em outras duas, à medida que o setor enfrenta baixos preços.

A companhia disse que iria cortar a produção em sua mina de Cory, em Saskatchewan, para 0,8 milhão de toneladas por ano ante 1,4 milhão, resultando em uma redução de 100 vagas e 40 posições temporárias a partir de fevereiro.

Também em Saskatchewan, a Potash vai restringir a produção por seis semanas em sua mina de Lanigan a partir de janeiro, e por 12 semanas em Allan, a partir de fevereiro.

As mudanças ocorrem após os preços da matéria-prima de fertilizantes de potássio caírem para mínimas de uma década neste ano devido à capacidade global excessiva, embora eles tenham tido uma melhora recentemente.

Os cortes de produção vão permitir à companhia usar melhor a produção de suas minas de custo mais baixo, incluindo Rocanville, disse o presidente da divisão de potássio, Mark Fracchia, em comunicado.

Há muito tempo, a Potash iguala a oferta à demanda e essa prática vai continuar, disse o porta-voz Randy Burton. "Nós torcemos e esperamos que nada mais seja necessário" em cortes de produção, disse ele.

(Por Rod Nickel)