Anec vê melhora nas exportações de grãos do Brasil em 2017, com recorde na soja

quinta-feira, 24 de novembro de 2016 18:47 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - As exportações de grãos do Brasil deverão se recuperar em 2017 após uma quebra de safra neste ano devido ao tempo seco, com previsão de recorde nas vendas externas de soja, afirmou à Reuters nesta quinta-feira o diretor-geral da Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec), Sérgio Castanho Teixeira Mendes.

Segundo Mendes, as exportações de soja em 2017 deverão atingir um recorde de 60 milhões de toneladas, ante entre 51 milhões e 52 milhões de toneladas na estimativa para este ano, que foi mantida.

Já a projeção para as exportações de milho no próximo ano é de 30 milhões de toneladas, ante uma estimativa mantida para 2016 de entre 18 milhões e 19 milhões de toneladas.

O diretor disse que há potencial para que o país registre um recorde também nas exportações do milho, mas ressaltou que é preciso aguardar a definição da segunda safra do cereal.

"A ideia é que continuemos batendo aqueles recordes, este ano só não batemos por causa da frustração climática", disse Mendes, que falou à Reuters antes de evento da associação dos exportadores.

(Por Roberto Samora; texto de Luciano Costa)

 
Produtor observa sua safra de  soja em Barreiras, no Estado da Bahia 06/02/2014
REUTERS/Ueslei Marcelino