Ações europeias recuam com temor sobre bancos italianos

segunda-feira, 28 de novembro de 2016 15:40 BRST
 

MILÃO/LONDRES (Reuters) - As ações européias caíram nesta segunda-feira, pressionadas pela queda nos papéis do setor bancário, liderados pelos italianos, que atingiram seu ponto mais baixo desde o fim de setembro por causa de preocupações com uma chamada em capital no problemático Monte dei Paschi.

O índice pan-europeu STOXX Europe 600 caiu 0,77 por cento, para 339,83 pontos. O índice de bancos regionais caiu 1,8 por cento, a maior queda setorial.

O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 fechou com queda de 0,85 por cento, a 1.340 pontos.

Os bancos italianos caíram 3,85 por cento, atingindo a mínima de oito semanas, com dúvidas contínuas sobre a capacidade do Monte dei Paschi de executar a chamada de capital de 5 bilhões de euros.

Os investidores temem que o fracasso do aumento de capital possa aumentar as preocupações sobre todo o sistema bancário italiano, adicionando pessimismo sobre a estabilidade política antes do referendo de domingo sobre a reforma constitucional.

O principal índice de ações da Itália caiu 1,81 por cento, a pior performance entre os principais índices europeus.

As negociações das ações do Monte dei Paschi chegaram a ser suspensas por volatilidade excessiva após queda de mais de 12 por cento, e terminaram a sessão com recuo de 13,8 por cento, enquanto o banco mais forte do país Intesa Sanpaolo ISP.MI perdeu 3,22 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,60 por cento, a 6.799 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,09 por cento, a 10.582 pontos.   Continuação...