Pilotos retomam greve e Lufthansa cancela centenas de voos de curta distância

terça-feira, 29 de novembro de 2016 08:46 BRST
 

FRANKFURT (Reuters) - A Lufthansa cancelou centenas de voos nesta terça-feira, depois que pilotos iniciaram uma greve de dois dias em meio à longa disputa salarial que já custou à empresa aérea alemã centenas de milhões de euros desde o começo de 2014.

A paralisação afeta os voos de curta distância partindo nesta terça-feira da Alemanha e já forçou a companhia a cancelar 816 dos cerca de 3 mil voos planejados. Os pilotos também anunciaram planos de greve para os voos de longa distância na quarta-feira.

A Lufthansa propôs reajuste de 4,4 por cento em duas parcelas e fazer um pagamento único equivalente a 1,8 mês de salário.

O sindicato Vereinigung Cockpit (VC) reivindica um aumento salarial anual de 3,7 por cento para os 5.400 pilotos retroativo a 2012. O VC rejeitou a última proposta da Lufthansa feita na sexta-feira passada e também se opôs à proposta de mediação.

"Para mediação você precisa de uma oferta que possa ser a base das negociações", disse Alexander Gerhard-Madjidi, membro do sindicato, à rádio Deutschlandfunk na terça-feira. "A Lufthansa ainda não fez tal proposta".

Na semana passada, a Lufthansa teve de cancelar quase 2.800 voos por conta de uma paralisação de quatro dias a partir da quarta-feira, o que afetou mais de 350 mil passageiros.

(Por Maria Sheahan)