Moagem de cana no CS despenca na 1ª quinzena do mês com parada da usinas

terça-feira, 29 de novembro de 2016 11:55 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Dezenas de usinas de cana do centro-sul do Brasil encerraram a safra 2016/17 antecipadamente na primeira quinzena de novembro, desacelerando a produção de açúcar e etanol na região, que poderá ter uma safra abaixo do esperado, disse nesta terça-feira a União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica).

O processamento de cana atingiu 21,76 milhões de toneladas de cana na primeira metade deste mês, com recuo de 15,3 por cento na comparação anual e de 31,5 por cento ante a segunda quinzena de outubro.

A produção de açúcar na primeira quinzena do mês atingiu 1,37 milhão de toneladas, queda de 33,2 por cento ante a quinzena anterior, mas ainda alta de 13,6 por cento ante o mesmo período da safra anterior, em um momento em que as empresas priorizam a produção do adoçante, muito mais rentável que o etanol.

A Unica disse que 107 unidades produtoras encerraram a safra neste ano até 16 de novembro, ante apenas 30 no mesmo período do ano passado.

Das que já encerraram a temporada 2016/17, 44 usinas paralisaram as operações na primeira quinzena de novembro.

"Na segunda quinzena de novembro, a previsão é de que outras 58 empresas encerrem as operações", projetou a Unica, em seu relatório.

No acumulado da safra 2016/17, no entanto, a moagem soma 561,2 milhões de toneladas, com alta de 3,70 por cento na comparação anual.

A associação destacou, no entanto, que "as informações apuradas até o momento indicam que a moagem na safra 2016/17 poderá ficar aquém do limite inferior de 605 milhões de toneladas divulgado pela Unica na estimativa de safra em abril deste ano".

Em relação ao etanol, a produção na primeira quinzena de novembro atingiu 920 milhões de litros, queda de 23,2 por cento ante um ano antes e de 29,2 por cento ante a segunda quinzena de outubro.

(Por Luciano Costa e Gustavo Bonato)