Powell, do Fed, diz que aumento da taxa de juros foi claramente reforçado neste mês

terça-feira, 29 de novembro de 2016 16:07 BRST
 

(Reuters) - O argumento para aumentar as taxas de juros dos Estados Unidos tem sido "claramente reforçado" desde o início de novembro, antes de os americanos elegeram o republicano Donald Trump como presidente, disse o diretor do Federal Reserve, banco central dos EUA, Jerome Powell nesta terça-feira, num sinal de que um aperto na política monetária é iminente.

Em um discurso otimista sobre as perspectivas da economia dos Estados Unidos, Powell disse que, enquanto o banco central norte-americano tem sido sábio para ser paciente com a política monetária, movendo-se lentamente, a inflação continua a subir, o que poderia deixá-lo desordenado.

"Os dados recentes mostram uma economia que está crescendo a um ritmo saudável, com sólidos ganhos de empregos e a inflação gradualmente subindo para 2%", disse Powell em seus primeiros comentários públicos sobre política monetária desde as eleições de 8 de novembro.

"Na minha opinião, o argumento de um aumento na taxa juros claramente se reforçou desde a nossa reunião anterior no início deste mês", disse ele sobre a decisão do Fed de 1 e 2 de novembro de deixar as taxas de juro fixas entre 0,25 por cento e 0,5 por cento desde dezembro do ano passado.