Com safra recorde de trigo, Austrália desafia rivais do Mar Negro

quarta-feira, 30 de novembro de 2016 18:09 BRST
 

SINGAPURA (Reuters) - Fornecedores de trigo australiano estão prestes a recuperar participação de mercado na Ásia, ao passo que o quarto maior exportador colhe o que deverá ser uma safra recorde, ameaçando frear os embarques para a região dos países rivais do Mar Negro, segundo participantes do mercado.

Nos últimos anos, a Austrália perdeu parte de sua participação em importantes mercados de trigo como a Indonésia, com vendedores da Rússia e da Ucrânia oferecendo cargas baratas.

Mas o país deverá elevar as exportações para a Ásia, uma vez que deve produzir cerca de 31 milhões a 32 milhões de toneladas de trigo em 2016/17, superando o recorde anterior de 29,9 milhões de toneladas estabelecido há cinco anos.

"Estamos avaliados competitivamente para captar a demanda que está na nossa porta da frente, no sudeste da Ásia", disse Matthew Pattiison, gerente na trading Nidera Australia, em Brisbane.

O trigo padrão australiano, com 9 por cento de proteína, foi avaliado esta semana em 185 dólares por tonelada (FOB). Embora isso esteja acima de uma variedade similar de trigo ucraniano, avaliada entre 178 e 180 dólares por tonelada, a Austrália normalmente tem vantagem de frete para a Ásia de cerca de 10 dólares por tonelada sobre fornecedores do Mar Negro.

"Já abalou as exportações ucranianas para a região", disse um operador estrangeiro localizado na Ucrânia, que não quis ser identificado por não ter autorização de falar com a imprensa.

(Por Naveen Thukral; reportagem adicional de Pavel Polityuk e Colin Packham)

((Tradução Redação São Paulo 55 11 56447751))REUTERS RS