Venda de carros e comerciais leves novos sobe 12% em novembro ante outubro, diz fonte

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016 11:28 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Os licenciamentos de carros e comerciais leves novos no Brasil em novembro subiram cerca de 12 por cento sobre o mês passado, no avanço mensal mais significativo registrado no ano desde o crescimento das vendas entre março e fevereiro, segundo dados preliminares informados nesta quinta-feira por uma fonte do mercado automotivo.

As vendas de automóveis e comerciais leves, categoria que além de picapes e vans de entrega inclui utilitários esportivos, somaram cerca de 173,8 mil unidades no mês passado, o que corresponde a uma média por dia útil de 8.688 unidades.

Os emplacamentos do mês passado, porém, representaram queda de 6,3 por cento sobre novembro de 2015, quando o setor não tinha recebido impulso da realização do Salão do Automóvel de São Paulo, evento que vinha sendo citado pela indústria como capaz de incentivar as vendas por meio de anúncios de novos modelos.

Com o resultado de novembro, as vendas de carros e comerciais leves do Brasil neste ano acumularam queda de 20,8 por cento sobre o mesmo período de 2015, a 1,79 milhão de unidades.

A queda está ligeiramente acima da estimativa mais recente da associação de concessionárias Fenabrave, que prevê recuo nas vendas de 19,5 por cento no segmento este ano, a 1,99 milhão de unidades.

No mês passado, executivos de montadoras como General Motors, Fiat Chrysler, Volkswagen e Ford estimaram que as vendas no próximo ano devem crescer entre 5 e 14 por cento, o que seria o primeiro aumento após três anos de quedas. Desde que atingiu vendas perto de 3,8 milhões de veículos em 2012, o mercado encolheu quase pela metade.

No ranking de marcas, as vendas de carros e comerciais leves em novembro foram lideradas por General Motors, com licenciamentos de 32,8 mil unidades ante 30,7 mil no mesmo mês do ano passado, informou a fonte.

A Fiat apurou licenciamentos de 27,2 mil veículos após 30,1 mil em novembro de 2015. Incluindo as vendas da afiliada Jeep, as vendas do grupo no país somaram 33,2 mil carros e comerciais leves no mês passado ante 36,3 mil no mesmo período de 2015.

A Hyundai ficou na terceira posição do ranking de marcas em novembro, com vendas de 17,7 mil carros e comerciais leves após 16,6 mil unidades um ano antes, afirmou a fonte. A montadora sul-coreana foi seguida pela Ford na quarta posição, que teve vendas de 16,6 mil veículos após 19,2 mil em novembro de 2015. Depois da Ford, a Volkswagen fecha o ranking das cinco maiores marcas, com emplacamentos de 16 mil veículos após 24,9 mil em novembro de 2015.

(Por Alberto Alerigi Jr.)