Embraer atrasa entrada em serviço do jato E175 E2 para 2021

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016 21:31 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Embraer (EMBR3.SA: Cotações) informou nesta quinta-feira que revisou a programação inicial de certificação e entrada em serviço do jato E175 E2, de 2020 para 2021.

Segundo a companhia, a medida reflete o contínuo interesse pelo jato no mercado norte-americano e a manutenção do atual limite de peso máximo de decolagem das aeronaves com até 76 assentos, com base nas negociações entre as companhias aéreas norte-americanas e sindicatos de pilotos.

"Novas negociações entre as companhias aéreas e seus respectivos sindicatos estão previstas para ocorrer em 2019, quando as condições atuais podem ser revistas", afirmou a Embraer em fato relevante.

O cronograma dos outros modelos dessa família de aeronaves, o E190 E2 e o E195 E2, seguem com os prazos inalterados. A carteira de pedidos de aeronaves a entregar também foi mantida.

(Por Aluísio Alves)