Petrobras vê acordo da Opep com cautela, alta do petróleo pode não se manter, diz CEO

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016 11:45 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O acordo da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) para cortar a produção deve ser visto com "muito cuidado", uma vez que a forte alta recente dos preços do petróleo decorrente do pacto pode não se manter, disse nesta sexta-feira o presidente-executivo da Petrobras, Pedro Parente, durante apresentação em São Paulo.

Segundo Parente, o cenário de preços vai depender da produção de petróleo de xisto nos Estados Unidos. Ele avaliou que os produtores norte-americanos de óleo não convencional podem aumentar a extração na esteira do acordo da Opep, levando novamente os preços de volta para um patamar entre 40 e 50 dólares o barril. O Brent era negociado a cerca de 53 dólares por volta das 10h50 (horário de Brasília).

(Por Luciano Costa)

 
Sede da Petrobras, no centro do Rio de Janeiro.
21/03/2016 REUTERS/Sergio Moraes