Crescimento da França não pode ser impulsionado por gastos orçamentários, diz BC francês

domingo, 11 de dezembro de 2016 16:39 BRST
 

PARIS (Reuters) - O governador do banco central francês, François Villeroy de Galhau, disse, neste domingo, que o crescimento econômico do país não pode ser impulsionado pelo aumento de gastos do governo e pelo déficit do orçamento.

Grandes déficits de orçamento na França e na Itália não tornaram esses países campeões do crescimento econômico, disse Villeroy, em uma entrevista com o jornal financeiro francês Les Echos.

"Ninguém deveria se iludir no debate eleitoral: a aceleração do crescimento francês não pode vir dos gastos do orçamento", disse.

Vários candidatos da esquerda e da direita na eleição presidencial, marcada para abril-maio de 2017, organizaram grandes programas de gastos para impulsionar o crescimento econômico e o emprego. 

(Por Geert De Clercq)